Exibindo: 1 - 6 de 6 RESULTADOS
doação Educação

Professor cria projeto que une a conscientização ambiental ao empreendedorismo


Utilizando recursos do próprio bolso, o professor promove ações de reciclagem de latinhas para alunos no Ensino Médio; saiba como ajudar


“O que para uns é considerado lixo, para outros pode virar fonte de renda e ajudar o meio ambiente”. Com essa frase, o professor Evandro Pereira descreve o Recicla Manaus. Ele coordena um projeto nas salas de aula da rede pública através da coleta de latinhas de alumínio, como as embalagens de sucos, refrigerantes e bebidas alcoólicas para incentivar a consciência ecológica em alunos do Ensino Médio em uma proposta multidisciplinar que engloba conceitos de outras disciplinas, como matemática, química e física.

Licenciado em História e atuando na profissão há seis anos, o Recicla Manaus conta atualmente com 60 alunos trabalhando nas ações do projeto.

Segundo o professor, orientar esses adolescentes em questões de preservação do meio ambiente é fundamental para que esses jovens atuem nos próximos anos em ações práticas de sustentabilidade e cuidados com o local em que vivem.

Durante as atividades em sala de aula, os alunos receberão palestras de biólogos e representantes das cooperativas de materiais recicláveis. Fora do prédio físico da escola, eles serão levados a pontos ecológicos e turísticos da cidade, como o Passeio do Mindu e o Museu da Amazônia para interagir com os espaços e, como destaca Evandro, presenciar os impactos do descarte irregular de lixo nos mananciais.


A divisão das atividades

Para a realização do projeto, os 60 alunos que participam das atividades foram divididos em dois grupos. Após a separação, inicia-se um processo colaborativo com os alunos similar a configuração de uma cooperativa. Ali, os alunos participantes do grupo escolhem presidente, vice-presidente, coordenadores e sócios.

Após a eleição, o professor direciona as atividades e acompanha o trabalho das equipes, como na coleta de latinhas e armazenamento do material. Cada integrante do grupo deve arrecadar 70 latinhas por mês, o que equivale a aproximadamente 1 kg de alumínio.

Considerando que os 30 alunos de cada grupo consigam o montante, cerca de 300 kg de alumínio serão obtidos ao final das atividades pela equipe, previsto para o fim do ano.

Segundo o professor Evandro, a meta é arrecadar 600kg de alumínio para vender a projetos que trabalhem com a reciclagem do produto e explica que a arrecadação com a venda do material possui valor simbólico. “Essa é uma parceria da escola com a Associação de Pais e Mestres, e a arrecadação não é visando dinheiro, a arrecadação será revertida para a festinha deles no final do ano”, pontua.

Apesar do contexto simbólico com a arrecadação do dinheiro pela venda das latinhas, o professor destaca que a missão do Recicla Manaus visa despertar o interesse dos alunos pelo empreendedorismo.

“O grande objetivo do projeto é despertar neles a importância da preservação do meio ambiente, mas também de quais formas você pode ganhar dinheiro de forma sustentável. Transformar algo considerado por alguns como lixo em forma de renda. Você pode se profissionalizar, abrir uma empresa de reciclagem em Manaus, ou mesmo se organizar como fazem atualmente os coletores e catadores de materiais recicláveis atualmente”, descreve.

Como colaborar

O professor divulga as ações do projeto nas redes sociais e vai pessoalmente até a casa de pessoas que se propõem a colaborar com a entrega de latinhas para as atividades.

Além das redes sociais, o professor possui um canal no Youtube e posta semanalmente vídeos relacionados a preservação ambiental e sugestões de temas pelo público.

Para colaborar com a iniciativa, o professor disponibiliza o contato 991535372.

doação

Bingo solidário visa ajudar moça que perdeu a visão do olho esquerdo em acidente doméstico

Vizinhos, amigos e familiares da designer de sobrancelhas, Karina Quintino dos Santos, 22, estão organizando um bingo que será realizado neste domingo (27/06), na rua Sobrinho Maranhão, esquina com a rua Nunes Cardoso, bairro São Francisco, zona sul de Manaus. Todo o dinheiro arrecadado será destinado à cirurgia de catarata que Karina precisa fazer, após sofrer um acidente doméstico, em março deste ano.

A premiação do bingo, arrecadada por meio de doações, consiste em duas cestas básicas, quatro pacotes de pet, uma chapinha, um combo de seis x-saladas + refrigerante, uma chuteira society, duas sandálias femininas rasteirinhas, um kit natura, uma caixinha de cerveja e dois relógios.

A programação começará a partir das 16h30 e as cartelas estão sendo vendidas no valor simbólico de R$ 2,50. Para adquirir a cartela ou fazer doações de prêmios para o bingo solidário, entre em contato por meio do telefone (92) 98828-4910.

Acidente doméstico

No dia 6 de março, Karina teve seu olho atingido por um parafuso, enquanto tentava colocar um papel de parede na sala de sua casa, um espaço improvisado onde ela atende suas clientes. “Eu estava sem furadeira, fui tentar fazer com martelo. Bati no parafuso e ele voou dentro do olho, na mesma hora eu enxerguei tudo branco e fui para o hospital”, descreve.

No hospital, o médico explicou que houve um trauma, uma lesão no cristalino – tecido translúcido, que ajuda na focalização da luz no fundo do olho. Meses depois do ocorrido, Karina sofre com uma catarata em decorrência do trauma e com as sequelas que o acidente deixou.

“Como foi em março o acidente, a minha vista está muito prejudicada. Do lado direito está muito embaçada e está começando a ter um grau, porque um olho está trabalhando por dois”, compartilha.

Com o olho direito sobrecarregado, Karina sente muita dor de cabeça. “Tem dia que está muito sol e se eu ficar muito exposta à luz, meu olho dói demais e fica inchado. Eu não consigo trabalhar por cona disso”, conta Karina que tem no serviço de design de sobrancelhas a única fonte de renda para sustentar o filho de seis anos, Bryan Kauãn.

Em seu perfil no Instagram, @karina_quintino_, ela compartilha o dia a dia e as dificuldades que tem enfrentado a fim de realizar a cirurgia.

Toda ajuda é bem-vinda. Para doações de outros valores, acesse a vaquinha (vaka.me/1886070) ou faça um pix para o número de telefone (92) 99476-4120.