Compartilhe

governador Wilson Lima e a chefe do Escritório do Fundo das Nações Unidas pela Infância (Unicef) em Manaus, Débora Nandja, inauguraram, nesta quinta-feira (02/09), o primeiro de um total de 10 sistemas simplificados de tratamento de água que serão instalados em comunidades rurais do Amazonas e que beneficiarão 22 mil pessoas. A estrutura foi montada na Escola Municipal Frei Isidoro, localizada na comunidade Paraná da Terra Nova, no Careiro da Várzea (a 25 quilômetros da capital).

No município serão instalados cinco sistemas de tratamento de água, e outros cinco serão levados para Alvarães (a 531 quilômetros de Manaus). Pelo Unicef, a parceria se dá por meio da iniciativa Água, Saneamento e Higiene. Pelo Estado, os sistemas são instalados por meio do projeto Água Boa, executado pela Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama).

A implantação do sistema tem como finalidade garantir água tratada para as comunidades ribeirinhas. Além disso, o sistema vai permitir que crianças e adolescentes, que estão retornando às escolas de forma presencial, tenham acesso à água potável, principalmente em comunidades com difícil acesso ao saneamento básico.

Os sistemas são de baixo custo, de fácil operação e manutenção, facilitando a usabilidade alternativa e melhorando a qualidade de vida dessa população com a diminuição dos problemas de saúde, no que se refere às doenças de veiculação hídrica e a outras doenças infectocontagiosas, como a Covid -19.

“Especificamente na comunidade do Perpétuo Socorro no Careiro da Várzea, essa estrutura está sendo montada em uma escola e vai atender os alunos e a comunidade também. Aqui, inclusive, foram colocadas mais pias para que, todas as vezes em que o aluno entre, faça a higienização das mãos. Esse é um projeto que me deixa muito feliz porque significa melhoria de qualidade na vida das pessoas, significa que menos crianças irão para uma unidade básica de saúde, porque vão estar tomando uma água que é de qualidade, uma água potável”, ressaltou o governador Wilson Lima.

Além dos sistemas alternativos e coletivos simplificados de abastecimento de água potável, Careiro da Várzea e Alvarães são beneficiados com os pontos de lavagens de mãos.

“É uma parceria muito próxima que nós estamos tendo com o Governo do Estado para que esses sistemas sejam colocados em áreas estratégicas de Careiro da Várzea e Alvarães, para que possamos, dessa forma, trazer água potável às comunidades, beneficiando principalmente as crianças e adolescentes que vão frequentar a escola nesse momento de reabertura segura das escolas”, destacou a chefe do Escritório do Unicef em Manaus, Débora Nandja.

A ação conjunta conta com o apoio da Cáritas Arquidiocesana de Manaus, parceiro implementador. A Cosama, responsável por executar o projeto Água Boa do Governo do Amazonas, é o parceiro técnico. A companhia é responsável pela instalação das estruturas.

Locais selecionados 

 O Governo do Amazonas e a Unicef selecionaram escolas e Unidades Básicas de Saúde (UBSs) desses municípios para receberem as ações da parceria. Entre os critérios para escolha, são consideradas a facilidade de captação de água superficial e área disponível para montagem do sistema próximo das escolas e unidades de saúde.

A moradora Marilene de Souza celebrou a inauguração do novo sistema de tratamento de água. Ela, que também foi contemplada com um dos kits de higiene entregues pelo governador Wilson Lima, revelou ser um desejo antigo da comunidade a visita do governador e agradeceu pelas melhorias implantadas.

“Eu olhava para a televisão e falava para minha mãe, ‘Queria que o Wilson Lima viesse aqui no Paraná, que nós estamos precisando dele’. Agora vai melhorar, tudo o que ele fez a gente estava precisando. A gente não tinha água”, disse a moradora, emocionada.

Resultados 

Governo do Amazonas e Unicef
Sistema de tratamento de água no Careiro da Várzea. Foto: Diego Peres/Secom

Além da ampliação do acesso à água potável em escolas e unidades de saúde e de melhorar as condições de retorno das aulas, com implementação de tanques e pias de lavagem de mãos, a ação conjunta também busca aprimoramento das práticas de higiene básica.

Haverá a capacitação de professores, funcionários das escolas e das unidades básicas de saúde para educação sanitária e ambiental, especialmente para a lavagem correta das mãos e demais comportamentos pessoais e coletivos de higiene.


Compartilhe